Relações com
Investidores

Agi Capta R$ 1,25 bilhão em Debêntures

São Paulo, maio de 2022 – O Agi anuncia a sua primeira emissão de debêntures financeiras, no montante de R$ 1,25 bilhão. A operação será lastreada por empréstimos consignados a aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Nacional (INSS) originados pelo Banco Agibank S.A. O montante é composto por debêntures seniores e juniores no total de R$ 1 bilhão e R$ 250 milhões, respectivamente.

A operação conta com rating nacional de longo prazo ‘AAA(exp)sf(bra)’, com perspectiva estável, emitido pela Fitch Ratings Brasil e foi estruturada e integralmente absorvida pelo Citi Brasil, o maior banco norte-americano com atuação no País. A operação consiste na securitização de recebíveis performados originados por meio de operações de crédito consignados emitidos pelo Agi e destinados a beneficiários do INSS. “Estamos diversificando o funding com uma operação com rating AAA, o que dá sustentabilidade e garante a consistência do negócio. Essa emissão é de grande importância no alongamento do passivo e vai trazer os investimentos necessários para termos ganhos importantes”, diz Thiago Silva, diretor financeiro e de RI do Agi.

Os recebíveis serão cedidos à Vert-9 Companhia de Securitização de Créditos Financeiros (CSCF Vert-9), veículo de propósito específico constituído para essa operação pela Vert Consultoria e Assessoria Financeira do grupo Vert Capital, responsável pela emissão das debêntures, já que bancos não podem emitir diretamente esse papel.

O prazo das debêntures seniores é de nove anos, com dois anos de carência para pagamento de principal, enquanto os juros serão pagos mensalmente. Após a revolvência, o principal será pago de forma sequencial.

“O funding dedicado ao crédito consignado traz estabilidade, uma vez que está sendo aplicado neste ativo resiliente que foi construído com muita disciplina ao longo do último ano. Importante destacar que tivemos um crescimento recorde no produto ano passado, evoluindo de R$ 900 milhões em 2020 para quase R$ 4,5 bilhões em 2021”, diz Gabriel Zaneti, head de Tesouraria do Agi. “A estabilidade trazida pela linha secured e committed é pilar fundamental para sustentar o crédito consignado, especialmente quando observamos que a produção em Consignado INSS chegou a representar 14% de toda originação do produto no mercado em alguns meses do ano passado, sendo um dos maiores volumes entre as instituições que operam na modalidade”, completa Silva.